A Federação Nacional dos Professores (Fenprof)  divulgou, na sexta-feira, uma lista com 140 escolas do país que registaram casos positivos de Covid-19 no atual ano letivo, que inclui cinco dos concelhos de Paços de Ferreira e Lousada.

Na Capital do Móvel, de acordo com as informações divulgadas na página da Fenprof, surgiram casos de infeção na comunidade escolar da Escola Secundária de Paços de Ferreira, já noticiada pelo IMEDIATO, e na Escola Básica e Secundária de Freamunde.

Já no concelho de Lousada, aparecem na lista da federação o Centro Escolar de Lustosa, a EB 2.3/Secundária de Lustosa e a Escola Secundária de Lousada.

Contudo, o IMEDIATO também noticiou o aparecimento de dois casos positivos de Covid-19 na Escola Secundária de Penafiel, que não integra a lista nacional.

Comunidades escolares são “discriminadas”

A Fenprof denunciou ainda a “discriminação” inerente à política de não realização de testes quando surgem casos positivos de Covid-19 numa escola.

“Se houver infetados assintomáticos estes não são identificados, com os riscos que daí advêm para a comunidade escolar e para as famílias. No caso específico dos docentes, mesmo quando há turma ou turmas a cumprir quarentena, estes têm de se manter ao serviço sem realizarem qualquer teste”, reclamou a federação.

Para a Fenprof, o “tratamento dado às escolas contrasta muito com o que acontece em outros domínios, como o desporto, onde existem protocolos apertadíssimos”, sendo que nos estabelecimentos escolares existem turmas com trinta alunos “em espaço fechado e nem sempre devidamente arejado, o distanciamento, na maior parte dos casos, não passa de alguns centímetros, o uso de máscara só é obrigatório a partir dos onze anos”.

A federação dos professores tem vindo a atualizar a lista de escolas com casos positivos, que pode ser consultada aqui, tendo também disponível uma plataforma para apresentação de preocupações, dúvidas e denúncias sobre a covid-19 nas escolas por parte de docentes.