GNR

Uma mulher, de 48 anos, foi detida pela GNR de Penafiel com várias peças de ouro, avaliadas em 137 mil euros, que furtou de casas onde prestava serviços como empregada de limpeza. Presente a juiz, a mulher foi colocada em prisão domiciliária.

Ao que o Jornal IMEDIATO apurou, a mulher, empregada de limpeza em várias habitações do concelho de Penafiel, andava a ser investigada há vários meses, acabando por ser detida esta quarta-feira.

A mulher, que já tinha cumprido uma pena de quatro anos de prisão por crimes de furto, foi libertada em 2018 e pouco depois retomou a atividade profissional, trabalhando em várias habitações. Fazendo uso da sua função, identificava os locais onde os proprietários das casas guardavam os bem mais valiosos, nomeadamente as peças de ouro, que depois furtava, vendendo-os posteriormente em vários estabelecimentos, ficando com o lucro da venda para si.

Ao longo dos últimos quatro anos, a mulher terá furtado objetos avaliados em 137 mil euros e no momento da detenção, que ocorreu fora de flagrante delito, na sequência de uma busca domiciliária, a GNR de Penafiel apreendeu oito peças de ourivesaria, três caixas com diversas peças de ornamentação em ourivesaria, quatro relógios de pulso, 50 euros em dinheiro e um telemóvel, assim como um extrato de consulta de movimentos bancários

A empregada doméstica foi presente a juiz de Instrução Criminal para primeiro interrogatório judicial e colocada em prisão domiciliária.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.