Daniel Faria
Fotografia: Direitos Reservados

Estreia este sábado, na Casa da Cultura de Paredes, o filme documental «Daniel Faria – O Silêncio e a Palavra». O documentário, da autoria da jornalista e realizadora Marlene Maia, compila depoimentos em busca de “desvendar o que ficou por dizer” sobre o poeta paredense, que, se fosse vivo, completaria 50 anos em 2021.

Na base do filme está um ano de planeamento, investigação e produção, bem como de meio ano para filmagens e edição, período ao longo do qual se recolheram testemunhos de 16 entrevistados, a maioria diretamente ligados a Daniel Faria e que “prestaram depoimentos emocionantes e trouxeram memórias de alguns dos momentos que viveram com o poeta”.

“A obra vive dos testemunhos de quem, em vida, foi mais próximo do poeta. Familiares e amigos que com generosidade e emoção o relembram, dando ênfase às suas virtudes e recordando momentos de partilha com ele. Filmada em cenários por onde Daniel passou, bem como em Roma e no Vaticano, a aventura documental faz ainda uma abordagem às várias manifestações do belo que ele tanto amava: além da literatura, o teatro, o cinema, as artes plásticas”, lê-se na nota de imprensa enviada ao IMEDIATO.

O nome do documentário – «O Silêncio e a Palavra» – foi inspirado por um dos poemas do poeta paredense, que faz alusão “às duas metades do [seu] coração”: uma dicotomia que define quem era o Daniel Faria e que é frisada por todos os intervenientes.

“Mais de duas décadas após a sua morte, este filme alude ao que o Daniel escreveu e disse, mas também a tudo o que interiorizou e calou: uma dicotomia sempre presente neste poeta e pensador natural de Paredes”, indica o comunicado.

Este é o 15º documentário realizado por Marlene Maia, contando com produção da empresa Dalmática e a promoção da Câmara Municipal de Paredes. Atualmente, a jornalista e realizadora de 42 anos tem dois dos seus filmes em exposição na Bienal de Luanda e está a preparar dois outros filmes, com vários projetos em análise e a aguardar aprovação e financiamento.

Daniel Faria nasceu em Baltar, Paredes, a 10 de abril de 1971. Frequentou o curso de Teologia na Universidade Católica Portuguesa – Porto e, tanto no seminário como na Faculdade de Teologia, criou gosto por entender a poesia e dialogar com a expressão contemporânea. Licenciou-se em Estudos Portugueses na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Faleceu a 9 de junho de 1999, quando estava prestes a concluir o noviciado no Mosteiro Beneditino de Singeverga.

Veja o teaser do filme documental acerca Daniel Faria.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.