agrival 1

Quim Roscas e Zeca Estacionâncio, David Carreira, Blaya, Zé Amaro, Profjam, Fernando Daniel, Syro, Carolina Deslandes e Diogo Piçarra são os nomes que compõem o cartaz musical da 41.ª edição da Agrival, a maior feira agrícola do norte do país, que vai acontecer em Penafiel entre os dias 19 e 28 de agosto.

Depois de dois anos sem se realizar devido à pandemia, a Agrival está de regresso de 19 a 28 de agosto e conta com a presença de 350 expositores, artesanato, gastronomia, concursos e muita música ao vivo.

Ao longo dos 10 dias, o palco principal vai receber as atuações de Quim Roscas e Zeca Estacionâncio (dia 19), David Carreira (dia 20), Blaya (dia 21), Zé Amaro (dia 22), Profjam (dia 23), Fernando Daniel (dia 24), Syro (dia 25), Carolina Deslandes (dia 26) e Diogo Piçarra (dia 27). No último dia, será o palco para o concurso Miss Agrival 2022 e o certame encerra com um espetáculo piromusical.

O palco secundário, vai servir à atuação das tradições da região, com grupos de cantares e dançares do Vale do Sousa. À noite servirá de palco a 10 dj’s de renome nacional.

A par com a música e com os expositores, ao longo dos 10 dias do evento vai decorrer também uma mostra gastronómica, que conta este ano, pela primeira vez, com a presença de um restaurante da ilha dos Açores.

Mantendo o seu formato tradicional, a Agrival terá este ano algumas atualizações, nomeadamente ao nível do custo dos bilhetes, que passará a ser de cinco euros. “Desde 2017 que não se mexia na bilheteira, mas este ano, devido a um aumento dos custos na ordem dos 20% – a edição deste ano custará mais cerca de 100 mil euros – assim como devido a uma alteração do IVA – que passou de 6 para 23% – o preço do bilhete teve que ser atualizado”, referiu Adolfo Amílcar, presidente da Penafiel Ativa, a empresa municipal responsável pela organização do evento. Entrada gratuita terão os elementos das três corporações de bombeiros do concelho, assim como os idosos das IPSS’s do concelho e os portadores do Cartão Municipal de Famílias Numerosas, ou seja, as famílias com mais de três filhos.

Apesar desta alteração, Adolfo Amílcar garante que a Agrival continua a ser a feira que mantém os custos de entrada mais baixos e só assim é possível manter a sua autossustentabilidade. “Não íamos correr o risco de a empresa municipal chegar ao fim e não ter capacidade de pagar sem recorrer aos cofres municipais”, acrescentou.

Certo de que as comunidades da região estão ansiosas pelo regresso desta feira tão emblemática Antonino de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Penafiel está confiante de que a feira será um sucesso como nos anos anteriores. “Vamos ter muitas novidades. Vamos ter um dedicado a este território do Tâmega e Sousa, onde todos os municípios vão poder estar presentes. Tivemos ainda a preocupação de ter um cartaz muito diversificado onde todos possam encontrar o seu estilo musical na feira. Queremos que seja um espaço de lazer para as famílias”, referiu o autarca.

Na edição deste ano, por questões de segurança relacionadas com a pandemia, as bilheteiras vão encerrar à 1h30 da madrugada, estando o estava aberto até às 3h30 da madrugada. “Pretendemos evitar aglomerados excessivos”, explicou Antonino de Sousa, garantindo que tudo será articulado com a delegação de saúde.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.