Testes à Covid-19 no Vale do Sousa
Fotografia: IMEDIATO / Ricardo Rodrigues

Enquanto Paços de Ferreira viu aumentar, entre 26 de agosto e 8 de setembro, a incidência cumulativa de covid-19 (número de casos positivos por cada 100 mil habitantes), no mesmo período a situação epidemiológica evoluiu de forma diferente nos concelhos vizinhos, onde se verificaram descidas no valor.

Segundo o relatório da Direção Geral da Saúde (DGS), que semanalmente atualiza os dados de incidência cumulativa a nível concelhio, a região do Vale do Sousa registou, em média, uma queda de 8,28% no número de infetados por 100 mil habitantes, quando comparando com os últimos dados conhecidos, relativos ao período de 19 de agosto a 1 de setembro.

Entre os seis municípios analisados pelo IMEDIATO, o maior crescimento aconteceu em Castelo de Paiva, de 11,02%, passando de 118 casos de covid-19 por cada 100 mil habitantes para 131, seguido por Paços de Ferreira (+10,25%), concelho que regista a maior incidência da região.

Por outro lado, a maior quebra aconteceu no concelho de Paredes, que passou de 292 para 231 (-20,89%). Consulte a tabela e saiba mais sobre a situação epidemiológica do seu concelho.

Incidência cumulativa (casos de covid-19 por 100 mil habitantes) no Vale do Sousa*:

Concelho Incidência de 19/08 a 01/09 Incidência de 26/08 a 08/09 Diferença (%)
Castelo de Paiva 118 131 +11,02%
Felgueiras 267 224 -16,11%
Lousada 225 200 -2,22%
Paços de Ferreira 244 269 +10,25%
Paredes 292 231 -20,89%
Penafiel 278 251 -9,71%
Vale do Sousa 237,33 217,67 -8,28%

*Dados do boletim epidemiológico da Direção Geral da saúde de 10/09.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *