CHTS - Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

 

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) em Penafiel, realizou nos últimos dias várias reorganizações internas, que permitiram disponibilizar cinco camas para acolher doentes infetados com covid-19 de outros hospitais que se encontrem debaixo de maior pressão.

Vivendo dias de maior tranquilidade, com várias unidades debaixo de grande pressão devido ao aumento de novos casos de covid-19, o CHTS promoveu “uma reorganização interna que permita poder acolher alguns doentes desses hospitais e vamos desde já disponibilizar 5 camas para o efeito, acreditando que tal possa alargar-se a mais camas se a incidência da pandemia na nossa região não tiver crescimento nos próximos dias”, afirmou fonte hospitalar.

“Como está bem na memória de todos, no final do ano 2020 o CHTS esteve debaixo de um autêntico tsunami, com afluência inusitada de doentes COVID em simultâneo e que, no pico máximo, chegou aos 235 doentes internados, o que, na altura, significava 10% do total de doentes COVID internados em todo o país”, afirmou o CHTS, acrescentando que, “nessa altura, e depois de muitos pedidos de ajuda, foi possível acautelar o tratamento a todos os doentes, não deixando ninguém para trás, com a transferência de vários doentes para outros hospitais do país”.

Além destas cinco camas, o CHTS está ainda “em processo de reorganização para aumentar ainda mais a resposta em cuidados intensivos, além do significativo crescimento já efetuado desde o início da pandemia”.

“Conscientes da importância dessa solidariedade entre instituições e depois da experiência vivenciada, o Conselho de Administração e os profissionais do CHTS assumiram como imperativo ético acrescido, tudo fazer para que, logo que possível, pudéssemos ajudar outros hospitais em necessidade”, rematou.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *