César Peixoto reapresentado esta tarde na Mata Real pelo presidente Paulo Meneses

César Peixoto foi apresentado ao início da tarde como o novo treinador principal do FC Paços de Ferreira. Trata-se de um regresso à Mata Real pois foi ele quem iniciou uma temporada que tem sido desastrosa para a equipa profissional, ao somar apenas dois pontos em 14 jogos disputados na I Liga que lhe reserva o último lugar da classificação.
César Peixoto havia sido demitido do cargo a 16 de outubro, após uma derrota (2-0) em Setúbal para a Taça de Portugal. Os Castores contrataram então José Mota para comandar a equipa, mas o histórico treinador do Clube apenas durou dois meses no cargo, saindo após uma derrota (2-0) em Braga para a Taça da Liga.
O cargo esteve provisoriamente entregue a Marco Paiva, coordenador dos escalões de formação pacenses, que orientou a equipa no jogo de regresso da Liga e que culminou na passada quinta-feira com uma derrota (3-0) em Alvalade, frente ao Sporting CP.
Neste início de ano a direção pacense decidiu avançar de forma surpreendente para o retorno da César Peixoto, o que teve o apoio dos jogadores pacenses que apreciaram a sua forma de trabalhar. O novo treinador foi apresentado ao meio-dia desta segunda-feira na sala de imprensa da Mata Real.

Paulo Meneses, presidente do FC Paços de Ferreira, apresentou as razões que levaram a este regresso. “Isto acontece essencialmente pela convicção que temos, quer a direção quer o mister César Peixoto. Passou-se a ideia que seriam os jogadores a pedir este regresso, mas em momento algum eu permitira que um treinador fosse escolhido pelos jogadores. O mister César Peixoto vem para cumprir integralmente o contrato [2 épocas] que tinha anteriormente assinado.”, e o presidente pacense acrescentou. “O regresso do mister César Peixoto é uma questão de gratidão, mas sobretudo de convicção que é possível atingir o objetivo da manutenção”.

César Peixoto “não sou burro nem estúpido…”

Na sua intervenção, o treinador agora regressado falou sobre as razões deste inédito retorno à casa onde iniciou a temporada. “Este é um momento diferente no futebol português. Para mim  teria sido mais fácil ficar em casa a receber o contrato que tinha com o Clube, mas venho porque sou apaixonado pelo que faço. Enquanto cá estive senti os jogadores comigo, mas os resultados não apareceram. Volto de cabeça levantada e convicto de que posso tentar fazer melhor. Vai ser muito difícil dar a volta, não sou burro nem estúpido ao ponto de pensar que isto vai ser tudo um mar de rosas. Temos que estar todos unidos e a acreditar que, sendo muito difícil, é possível chegar à manutenção”.
César Peixoto revelou ainda que haverá alterações a implementar. “Vamos fazer algumas mudanças, quer na minha equipa técnica quer no plantel e ainda faltam muitos jogos, pelo que acreditamos muito no que ainda podemos fazer.”
A finalizar, o presidente pacense confirmou as entradas dos reforços Alexandre Guedes e Maracás e que espera ainda mais “dois ou três” reforços em breve para o plantel.

Conferência de Imprensa de Paulo Meneses e César Peixoto (áudio) 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.