centro

 

Abriu esta terça-feira, dia 9 de março, o centro de vacinação de Penafiel. Situado no Pavilhão de Feiras e Exposições de Penafiel, o centro terá capacidade para vacinas 600 pessoas por dia.

“Antecipando que vamos ter que vacinar em grandes quantidades, criamos aqui as condições para multiplicar os postos de vacinação”, começou por referi Fernando Malheiro, Diretor Executivo do ACES Tâmega II- Vale do Sousa Sul, explicando que o centro começou a funcionar com dois enfermeiros, mas tem capacidade para acolher mais três profissionais. “Podemos passar de 150 vacinas por dia, para 600, 650 vacinas por dia”, acrescentou.

Segundo este responsável, o centro tem “excelentes condições de acesso”, assim como para acomodar com conforto as pessoas após a vacinação e é um dos três centros de vacinação que o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Tâmega II- Vale do Sousa Sul abriu, tendo os outros dois sido instalados em Paredes e em Castelo de Paiva.

A expetativa de Fernando Malheiro é de que “a partir do final do mês de março, vamos vacinar em massa, seguindo as fases definidas pelo Governo”.

Também Antonino de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Penafiel está expetante que se possa vacinar em massa a população. “Neste mundo de dúvidas que a pandemia nos trouxe, a única certeza que temos é de que só há duas opções para enfrentar a pandemia: cumprir com rigor as regras das autoridades de saúde e a vacinação”. Nesse sentido, foi “com gosto” que viu a abertura deste centro, “um dos centros que reúne melhores condições para cumprir com esta missão”. “Estou certo de que o processo vai correr bem”, rematou.

Nos concelhos da área de atuação do ACES Tâmega II- Vale do Sousa Sul, o processo de vacinação tem corrido sem constrangimentos. Segundo Almiro Mateus, presidente do Conselho Clínico do ACES Vale do Sousa Sul, a campanha de vacinação tem corrido muito bem, sendo feito um trabalho que permitiu que tenham sido vacinados todos aqueles que era previsto nesta fase. “Além da convocatória nacional, temos um staff que confirma o sim e se houver alguma falta, voltamos a contactar. E esta ligação faz com que poucas ou nenhumas pessoas faltem, a não ser as que dizem que não. Se houver algum caso de dificuldade na mobilidade, então a vacina vai ter com eles”, rematou.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.