Carvalho tri-centenário: Vistoria técnica em 2021 não detetou anomalias

Caiu, na segunda-feira, uma das mais emblemáticas e antigas árvores do concelho de Paços de Ferreira. O carvalho tri-centenário do Jardim Municipal de Paços de Ferreira, considerado património nacional tombou durante a tarde, sem causar vítimas.

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira indica, em comunicado, que aguarda pelo relatório dos seus serviços técnicos, uma vez que ainda se desconhecem as razões que levaram à queda da gigante árvore que, em abril de 2021 tinha sido alvo de uma vistoria técnica que não detetou anomalias.

“Em abril de 2021 a Câmara Municipal de Paços de Ferreira, com a concordância do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), ordenou uma vistoria técnica à árvore, não tendo, nessa altura, sido detetado anomalias do estado ecológico do carvalho”, indica a autarquia.

Agora, a situação está a ser avaliada avaliada pelos serviços técnicos da Câmara Municipal e pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), devido a tratar-se de uma “árvore de grande porte, classificada como património nacional”.

O carvalho, com o nome científico Quercus róbur L. , é uma árvore classificada desde 1940, mas a sua génese é bastante anterior a esta data. “A idade deste carvalho não está determinada, existindo referências que indicam ter nascido no Século XVIII, por volta de 1700”, indica a autarquia, na nota enviada.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.