bandeira PS

A presidente da Junta de Freguesia de São Mamede de Recesinhos veio, em nota de imprensa enviada ao Jornal IMEDIATO, negar que tenha sido expulsa do Partido Socialista (PS) de Penafiel. A autarca revela que pediu a demissão antes de integrar uma lista independente à Junta de Freguesia nas autárquicas de 2021 e acusa do Partido Socialista de violar de forma grosseira o Regulamento Geral da Proteção de dados, na medida em que tornou públicos, também em nota de imprensa, os nomes dos militantes que diz terem sido expulsos.

Na sequência da informação veiculada pelo Partido Socialista de Penafiel que dava nota de deliberação tomada pela Comissão Nacional de Jurisdição do Partido Socialista que deu origem à expulsão de 18 militantes do Partido Socialista (PS) de Penafiel por “terem integrado listas contrárias” nas eleições autárquicas, a presidente da Junta de Freguesia de São Mamede de Recezinhos, enviou nota à imprensa onde afirma que foi “militante e dirigente dos órgãos internos do PS Penafiel, tendo sido eleita em 2013 autarca de Freguesia e reeleita em 2017 pelo PS com maioria absoluta”, mas que “por razões que oportunamente explicou aos órgãos internos do partido, nomeadamente pelos superiores interesses da freguesia que preside, pediu a sua demissão atempadamente à direcção nacional do Partido Socialista, tendo liderado com grande orgulho o Movimento Independente “Viver São Mamede”, que integrou ou diversas forças políticas e independentes, que obteve aliás, uma das maiores vitórias autárquicas ao nível concelhio”.

Após ver o seu nome veiculado na comunicação feita pelo PS, a autarca de freguesia entende que tal facto viola “de forma grosseira o Regulamento Geral da Proteção de dados”, ponderando “recorrer à Comissão Nacional de Proteção de Dados, para avaliar esta eventual ilicitude praticada pelo PS Penafiel, não corresponde à verdade, porque ninguém pode ser expulso do que quer que seja, se antes, solicitou a sua demissão”.

A autarca “lamenta igualmente que os órgãos internos do PS tentem arranjar “bodes expiatórios” para justificar o maior desaire eleitoral de sempre que o partido obteve em Penafiel, nas autárquicas de 2021”.

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.