alexandre costa destaque 1

Alexandre Costa apresentou esta segunda-feira a sua candidatura à presidência da Comissão Política do PSD de Paços de Ferreira. O presidente da Junta de Freguesia de Paços de Ferreira adotou o lema “Uma nova atitude” e reforçou a necessidade de mudança no partido.

“É necessário reacender a chama do PSD em Paços de Ferreira. Nos últimos anos, o partido perdeu um bocado a sua presença na sociedade, o que queremos fazer é recuperar essa iniciativa, recuperar militantes, simpatizantes e quadros”, adiantou o candidato às eleições concelhias, que vão decorrer no próximo dia 5 de setembro.

Assim, o candidato às eleições concelhias sublinhou “a necessidade de fazer mudanças” no núcleo social-democrata, algumas delas “prioritárias”, como a valorização da Juventude Social-democrata (JSD) e das Mulheres Social-Democratas (MSD).

“Entendemos que é preciso refrescar. Precisamos de uma nova sede que nos permita ter condições para realizar ações de formação em variadas áreas para que os autarcas sociais-democratas possam servir melhor a população”, acrescentou o social-democrata, que entrou no mundo da política há 15 anos.

Paralelamente, para Alexandre Costa, existem medidas centrais para o desenvolvimento do concelho, entre as quais criar melhores condições para os jovens, respeitar a história e a identidade de Paços de Ferreira, bem como apostar na cultura e no dinamismo turístico, apoiando ainda as IPSS e associações culturais e desportivos.

 “É preciso ainda reforçar a Capital do Móvel, esta marca que carregamos nas veias e que não podemos deixar cair”, sublinhou Alexandre Costa.

Uma lista “diferente do que é habitual”

Para o candidato à presidência da Comissão Política do PSD de Paços de Ferreira, a lista que lidera é “diferente do habitual”.

“Esta é uma lista candidata com pessoas de vários setores, temos uma estrutura interna diferente do que é habitual. Numa altura em que as pessoas olham para as organizações políticas de forma diferente, é preciso aproximarmo-nos mais das pessoas e sermos pró-ativos”, considerou.

A lista inclui nomes 16 nomes de empresários, advogados e de pessoas ligadas a outras áreas como a saúde e economia. O mais jovem a integrar a lista é Miguel Pereira, ex-líder da JSD de Paços de Ferreira e membro do Conselho de Jurisdição Nacional da Juventude Social-Democrata.

Autárquicas “estão perto”

Aos olhos de Alexandre Costa, a comissão política que iniciar o mandato em setembro terá “um curto espaço” para se preparar para as eleições autárquicas, agendadas para o próximo ano.

“Vai ser necessário trabalhar diariamente para chegar a um projeto sólido para Paços de Ferreira. Queremos ter os melhores candidatos, os mais capacitados, os mais empenhados e que representem as freguesias e o concelho”, considerou.

Contudo, Alexandre Costa não confirmou nem excluiu a hipótese de se candidatar à presidência da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, referindo apenas que o objetivo atual é “ganhar o partido para depois ganhar o concelho”.

Para tal, o atual presidente da Junta de Freguesia de Paços de Ferreira considera que o caminho é em ter uma atitude “centrada nas pessoas” e falar do concelho de uma forma diferente. “Não queremos debate para intriga política e deitar abaixo, queremos um debate pela positiva”, apontou.

E, questionado pelos jornalistas, o candidato às eleições concelhias considerou que o atual executivo municipal, liderado por Humberto Brito (PS), “não fez tudo mal”, mas que “é possível fazer melhor”.

“O trabalho do atual executivo tem um ponto fundamental e que está a estragar o nosso concelho: não sabemos para onde vamos. Não sabemos se o concelho vai continuar a ser o expoente do mobiliário, se vai fazer apostas no têxtil, se vai diversificar na tecnologia, não percebemos isso”.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.