Música

Sem concertos há quase um ano e com dificuldades acrescidas até mesmo para ensaiar, os artistas e profissionais ligados à área da música atravessam um período “negro” devido à pandemia.

Mas, em Paços de Ferreira, vários projetos continuam a avançar, num esforço para manter a música “viva”, contou ao IMEDIATO o presidente da Compaços (Associação de Preservação e Dinamização Musical de Paços de Ferreira), Carlos Graf.

Além da aposta nos meios digitais para que a paragem não seja completa, vários projetos do concelho continuam a gravar novos temas. Também a Compaços vai lançar um site, no âmbito do seu oitavo aniversário, para reservar a história do concelho, bem como para divulgar o trabalho dos associados.

“Os artistas nunca param, é uma atividade criativa e sempre em ebulição”, afirmou o músico, em mais um episódio da Esquina Criativa.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *