No Dia Mundial do Meio Ambiente, assinalado esta sexta-feira, o IMEDIATO saiu à rua – e fora dela – para dar a conhecer algumas das várias lixeiras ilegais que existem em Paços de Ferreira e no Monte de S. Tiago, em Ferreira.

Com a companhia de Maximino Queirós, um trilheiro que percorre frequentemente os caminhos do concelho por onde poucos passam, foi possível encontrar várias lixeiras ilegais, algumas com resíduos tóxicos.

“O mais preocupante é que muito do que vêm aqui deixar são químicos, que se podem infiltrar nos lençóis de água que vão ter aos poços das pessoas”, alertou o trilheiro.

Veja as declarações de Maximino Queirós e as imagens das lixeiras que ainda perduram no concelho, numa altura em que a poluição e as alterações climáticas são um tema cada vez mais presente.