Taça Capital do Móvel
Fotografia: IMEDIATO / Ricardo Rodrigues

A Taça Capital do Móvel está de volta. Dois anos volvidos da sua estreia, a prova de futebol organizada pela Câmara Municipal de Paços de Ferreira com o apoio da Associação de Futebol do Porto vai envolver 11 clubes que disputam competições distritais de 18 de maio a 5 de junho. Contudo, a primeira equipa a levantar a taça, o CD Águias de Eiriz, não vai participar.

“O objetivo é fomentar o crescimento das coletividades do concelho, fomentar o desporto e ter uma prova no concelho entre todos os clubes, porque sabemos que nem todos jogam nas mesmas divisões. Para nós, Município, a Taça é o menos importante, queremos o convívio e a prática de desporto e fomentar estes hábitos de competição”, afirmou Júlio Morais, vereador da Câmara Municipal de Paços de Ferreira.

Segundo o vereador, foram feitas “alterações pertinentes” ao torneio, sendo que todos os participantes vão receber um prémio de participação no valor de 500 euros. “Sabemos as dificuldades que os clubes atravessam atualmente”, afirmou.

A equipa vencedora da Taça Capital do Móvel vai receber um prémio de 2.000 euros, valor que já inclui a recompensa de participação. Já a equipa finalista sai com um prémio de 1.250 euros e o terceiro posicionado com 750 euros.

Presente no momento do sorteio dos jogos da Taça, o secretário-geral da Associação de Futebol do Porto, Domingos Santos, “agradeceu a confiança depositada para ajudar” na organização da prova, afirmando que a instituição vai “fazer tudo para que a prova saia dignificada e o concelho também”.

A prova junta 11 emblemas de quatro divisões distritais. Entre as equipas de futebol do concelho, apenas o detentor da primeira Taça Capital do Móvel, o CD Águias de Eiriz, não vai participar na segunda edição.

Fonte do clube eirizense indicou ao IMEDIATO que a não participação resulta de “questões de organização”, uma vez que a direção foi informada da realização do sorteio e da própria retoma da Taça na passada sexta-feira.

A mesma fonte indicou que o planeamento da época foi realizado antes do arranque da Divisão de Elite, sendo que, com a realização do último jogo do campeonato, no passado domingo, a época estava “dada como fechada”. Já foi realizado o jantar de final de época com os elementos do clube.

A prova

A segunda edição da Taça Capital do Móvel vai ser disputada em duas fases, a primeira de grupos – as 11 equipas foram distribuídas por quatro grupos, três com três emblemas e um grupo com dois. Apenas o primeiro classificado de cada grupo transitará para a fase final.

Após realização de sorteio ficou definido que o Grupo 1 junta o CCR Raimonda, o GDC Ferreira e o SC Freamunde, o Grupo 2 o Citânia de Sanfins FC, a ADC Frazão e o CRC 1º de Maio de Figueiró, o Grupo 3 o CDC Codessos, a ADCL Carvalhosa e o CD Leões de Seroa, sendo que o Grupo 4 é composto pela AJM Lamoso e ADC Penamaior.

A primeira jornada da fase de grupos vai acontecer a 18 de maio, às 20h30, sendo que a segunda decorre a 21 de maio, às 17h.

Após o apuramento, acontece a fase final do torneiro, sendo que os jogos da final e de apuramento do 3º e 4º lugar vão acontecer no dia 5 de junho, no Estádio Capital do Móvel e no campo de treinos do FC Paços de Ferreira, respetivamente.

taca

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.