A Águas de Paços de Ferreira (AdPF) decidiu suspender a entrada em vigor da reposição do tarifário anterior a 1 de maio de 2017, recorrendo à constituição de uma Comissão Paritária Arbitral para tomar a decisão final, tal como previsto no Contrato de Concessão assinado entre a autarquia e a AdPF.

Recorde-se que esta entidade decidiu retornar aos preços praticados em 2017, acrescidos dos respetivos juros, o que aumentaria substancialmente o preço da água para os consumidores, baseando-se no fato da autarquia pacense não ter assinado os termos do documento que permitiu a sua redução.

A medida foi publicamente rejeitada pelo presidente da autarquia Humberto Brito, que notificou a AdPF da ilegalidade da decisão unilateral que entraria em vigor a 1 deste mês (outubro).     
A AdPF continua a reafirmar a sua intenção de implementar o novo tarifário mas, ao abrigo do previsto no Contrato de Concessão, remete a decisão final para uma Comissão Arbitral Paritária a ser criada em breve.