O Sport Clube de Freamunde celebra esta quinta-feira 87 anos de existência. O presidente, Hernâni Cardoso, recordou o início do clube, os períodos negros enfrentados, e deixou a garantia de que “tantos anos bons e, quem sabe melhores, virão”.

Um clube “bairrista”, com a “formação muito enraizada” e “ligado às pessoas. Assim começou e assim se mantém, passados 87 anos, o SC Freamunde aos olhos do seu atual presidente, Hernâni Cardoso.

Segundo o dirigente, as origens do clube remontam a um grupo de jovens que, movidos pela paixão à bola, jogavam futebol num pequeno campo junto à farmácia central de Freamunde.

Conhecidos como os “Onze Vermelhos”, os rapazes chamaram à atenção de “alguns freamundenses muito importantes e com muita visão”, que investiram e apoiaram a criação do clube.

Hoje, o clube pode ter trocado o emblema vermelho pelo azul e branco, mas continua unicamente ligado ao futebol algo que, segundo Hernâni Cardoso, vai mudar.

“Vamos potenciar o bilhar e o atletismo, já há muita gente à espera disso. Já temos os bilhares comprados, só precisamos de um espaço com condições e que o clube tenha estabilidade financeira e de apoios para podermos avançar com estes projetos”, adiantou o presidente do clube freamundense.

Leia o artigo completo na versão impressa do IMEDIATO.