Paços de Ferreira: Jovem de 21 anos apanhado em flagrante com 100 doses de haxixe

Um homem de 54 anos ficou em prisão preventiva após ter sido detido por violência doméstica pela segunda vez em cerca de duas semanas. Após a sua primeira captura ficou sujeito a pulseira eletrónica, mas recusou a colocação do equipamento de controlo e continuou a ameaçar a ex-mulher.

A GNR deteve, a 7 de junho, um homem de 54 anos por violência doméstica, no concelho de Lousada. “Os militares da Guarda apuraram que o agressor já havia sido detido no dia 23 de maio, por violência doméstica, tendo sido presente ao Juiz de Instrução Criminal de Penafiel, o qual lhe aplicou as medidas de coação de proibição de contactos e afastamento da vítima, controlado por pulseira eletrónica até uma distância de 500 metros”, indica a força policial.

Contudo, o homem não permitiu que os técnicos da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais lhe colocassem a pulseira eletrónica. “Não conformado com a situação, entre o dia 24 de maio e o dia 7 de junho, o suspeito manteve o comportamento violento, através de injúrias e ameaças à vítima, sua ex-companheira, de 57 anos, motivos que levaram à sua detenção”, relata a GNR.

O detido foi novamente presente a primeiro interrogatório, no dia seguinte à sua detenção, no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.