228725303 1015520389304166 8854179095495671074 n 1
Fotografia: Direitos Reservados

O PSD de Paços de Ferreira enviou um comunicado de imprensa, em que acusa o executivo municipal de adquirir 15 autocarros para transporte de alunos, viaturas que descreve como “velhas, altamente prejudiciais para o ambiente e com necessidade de readaptações”.

“Os primeiros dias de rodagem das viaturas ao serviço do município têm demonstrado que estamos perante mais um negócio ruinoso deste executivo. As constantes avarias são reveladoras de que os autocarros não estão, efetivamente, em condições para circularem nas estradas, deixando ainda dúvidas quanto à sua segurança para o transporte dos nossos alunos”, afirma a concelhia do PSD.

A candidatura do Partido Socialista emitiu também uma nota de imprensa em resposta, considerando que os comunicados dos sociais-democratas “mais não são do que uma cortina de fumo onde a mentira e a calúnia continuam a ser as suas únicas armas”.

Contactada pelo IMEDIATO, a Câmara Municipal de Paços de Ferreira não prestou declarações sobre o tema.

Leia na íntegra o comunicado social-democrata:

“Autarquia de Paços de Ferreira comprou 15 autocarros velhos e faz contrato de aluguer de outras viaturas à mesma empresa que vendeu os autocarros velhos

O atual executivo de Humberto Brito adquiriu recentemente 15 autocarros com a justificação de virem a servir de transporte escolar para os alunos do 1.º ciclo do concelho de Paços de Ferreira.

As aulas estão prestes a começar e, como é público, as viaturas adquiridas são velhas, têm cerca de 900 mil km quilómetros de estrada, são altamente poluidoras, estão a sofrer avarias constantes e custaram ao erário público centenas de milhares de euros.

A chegada dos veículos foi anunciada com a pompa e circunstância habitual do ainda presidente da Câmara Municipal que, no entanto, se esqueceu de explicar o que o levou a adquirir viaturas velhas, altamente prejudiciais para o ambiente e com necessidade de readaptações, aumentando consideravelmente os custos iniciais feitos com a aquisição.

Os primeiros dias de rodagem das viaturas ao serviço do município têm demonstrado que estamos perante mais um negócio ruinoso deste executivo. As constantes avarias são reveladoras de que os autocarros não estão, efetivamente, em condições para circularem nas estradas, deixando ainda dúvidas quanto à sua segurança para o transporte dos nossos alunos.

Para aumentar a estranheza da compra dos autocarros velhos, constatámos que os passeios quase diários com os nossos idosos, organizados pela Câmara Municipal nas últimas semanas, já não são feitos com os autocarros velhos, mas através de contrato de aluguer de outros autocarros. E este contrato de aluguer foi feito à empresa que, curiosamente, venceu o concurso para a venda dos 15 autocarros velhos à Câmara Municipal.

Por tudo isto, o PSD Paços de Ferreira exige que o ainda presidente da Câmara, Humberto Brito, explique à população do nosso concelho que negócio foi este. Como foi possível adquirir 15 autocarros velhos?

Com avarias regulares, envolvido num negócio em que a empresa que os vendeu é a mesma que está a vender o serviço de aluguer de novos autocarros para os múltiplos passeios com os nossos idosos.
Acreditamos que o senhor presidente da Câmara irá responder a estas questões, como, aliás, é a sua obrigação”

Consulte ainda a missiva enviada pela candidatura do Partido Socialista:

“1. A candidatura do PS e todos os seus candidatos à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia, repudiam veementemente a linguagem utilizada pelo senhor Alexandre Costa, líder do PSD e candidato à Câmara Municipal, nos debates realizados até à data.

2. Acresce ainda que, para camuflar e desviar as atenções das fraquíssimas e sofríveis prestações públicas, bem como de uma total ausência de preparação para a gestão do Município, o PSD decidiu recorrer à emissão de comunicados, que mais não são do que uma cortina de fumo onde a mentira e a calúnia continuam a ser as suas únicas armas.

3. O nível de linguagem utilizado revela a verdadeira essência da nova atitude da candidatura do PSD e do seu principal responsável que, movido pelo ódio e desejo de vingança, não hesita em ofender, insinuar e caluniar todos aqueles que divergem da sua opinião.

4. Sabe a candidatura do Partido Socialista que o líder do PSD e candidato à Câmara Municipal continuará, até ao dia 26 de setembro, com esta triste e lamentável forma de fazer política e que, conjuntamente com uma meia dúzia de seguidores, a campanha suja, caluniosa e de ataques pessoais que é feita de modo cobarde no passa a palavra e nas redes sociais, acompanhará esta abjeta estratégia de campanha.

5. Ao povo de Paços de Ferreira pedimos que se mobilize, este ano de forma ainda mais expressiva, para defender o futuro do concelho e mostrar um novo cartão vermelho ao PSD, ao seu candidato e aos seus seguidores, que insistem em enlamear a campanha com mentiras, insultos, calúnias e acusações do mais baixo nível de que há memória neste concelho.

6. Da nossa parte, e como estes últimos anos bem o demonstram, continuaremos a privilegiar a verdade, a transparência e a democracia. Temos muito orgulho em todo o trabalho feito até hoje e queremos, com toda a força e energia, continuar a dar o nosso melhor pelo futuro da terra que tanto amamos.”

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.