286129139 564936921915795 8684428848469768193 n
Fotografia: Mónica Ferreira

Sérgio Cunha matou a mulher com dois tiros de caçadeira esta segunda-feira à porta de uma fábrica de calçado em Refontoura, Felgueiras e foi colocado em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Custóias, por decisão do juiz de Instrução Criminal de Penafiel.

Em primeiro interrogatório judicial, o homicida de 45 anos manteve-se em silêncio e não explicou porque matou Sílvia Mendes, a mulher da mesma idade com quem esteve casado mais de 20 anos e com quem teve uma filha. Contudo, ao que o Jornal IMEDIATO apurou, terá sido uma traição cometida pela mulher, que foi descoberta pelo marido que esteve na origem do crime.

Apesar de informações recolhidas pelo Jornal IMEDIATO no dia do crime, junto de amigos de Sílvia Mendes, que davam nota de que o casal estava separado há cerca de dois anos, segundo A. Carvalho Bessa, o advogado do homicida, estes viveram juntos até sábado passado, altura em que Sílvia Mendes saiu de casa depois de uma discussão com o marido, relacionada com uma alegada infidelidade da mulher, que foi denunciada pela filha do casal ao progenitor.

Inconformado com a traição, na manhã de segunda-feira, Sérgio Cunha fez uma espera à mulher, à porta da empresa onde esta trabalhava há cerca de seis anos, na Rua 25 de Abril, em Refontoura, Felgueiras. Quando avistou o carro em que Sílvia Mendes seguia com a irmã, o homicida atravessou-lhes o carro à frente e saiu da sua viatura, munido de uma caçadeira. Sílvia Mendes ainda tentou fugir, mas foi atingida com dois tiros de caçadeira na zona da barriga e abdómen. Não resistiu à gravidade dos ferimentos.

Depois de matar a mãe da sua filha, o homicida deslocou-se para a empresa onde trabalha, em Lousada, e depois de uma conversa com o patrão, a quem contou o sucedido, foi entregar-se ao posto da GNR de Lousada.

O advogado de defesa de Sérgio Cunha disse ao Jornal IMEDIATO que este se apresentou em Tribunal “triste, agastado e arrependido”.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.