penafiel

A cidade de Penafiel celebra, no próximo dia 3 de março, o 252.º aniversário da sua elevação ao estatuto de cidade. Para assinalar a data, ao longo do mês, haverá música, exposições, fogo de artifício, conferências e outros eventos. Mas o momento alto acontece no dia 3, altura em que serão distinguidas várias personalidades e entidades de prestígio do concelho.

O destaque das celebrações da cidade de Penafiel, vai para o dia de aniversário – 3 de março -, cuja programação se inicia logo pela manhã, às 9h30, com o simbólico hastear da bandeira da cidade e, às 11h00, tem lugar, na Igreja Matriz, a Eucaristia em honra dos autarcas e funcionários falecidos.

A Sessão Solene Evocativa do 252º Aniversário da Elevação a Cidade de Penafiel vai realizar-se às 15h00, no Museu Municipal. Como habitual, a Cerimónia vai contar com atribuição de medalhas honoríficas: as Medalhas de Ouro do Concelho de Penafiel e as Medalhas de Mérito Municipais Douradas.

Já no dia seguinte, dia 4 de março, a Biblioteca Municipal celebra o seu 27º aniversário com a inauguração da exposição “Penafiel na História de Portugal (Des)conhecida”, às 11h00, com a inauguração da exposição de pintura de Ana Loureiro “Joaquim Santos, o rei do rali português”, às 21h00, precedida pela apresentação, por Germano Silva, do livro “O Círculo Eleitoral de Penafiel (1911-1925)”, de António José Queiroz, com momento musical de guitarra e flauta a cargo de Daniel Lemos e João Ferreira. A partir desta data e após as intervenções que o edifício sofreu recentemente, a Biblioteca Municipal de Penafiel reabre oficialmente ao público.

No sábado, dia 5, a Praça da Escritaria, no Sameiro, vai receber o concerto do Toy. Momento que contará também com fogo de artifício.

No programa “Penafiel Cidade há 252 anos” está já incluído o Dia Municipal do Bombeiro, com o habitual desfile das corporações de Bombeiros Voluntários de Penafiel, Paço de Sousa e Entre-os-Rios a decorrer a 13 de março. Também a Gala dos 25 anos da Associação de Futebol Amador de Penafiel, no dia 18, e a iniciativa de reflorestação do Alto da Pegadinha, nos dias 21 e 22, fazem parte da agenda.

Ao longo de março, o Museu e a Biblioteca Municipais vão acolher vários outros eventos. No dia 7, pelas 21h00, o Museu Municipal será palco da conferência evocativa do 50º Aniversário do nascimento do poeta Daniel Faria, por Arnaldo Saraiva e Rosa Faria, e, no dia 12, pelas 15h00, da inauguração de pintura de Carolina Serpa Marques, e conferência “As (des)igualdades de género em Portugal”, por Maria Clara Sottomayor. Ainda no Museu Municipal, vai realizar-se a conferência “Podas nas árvores: o que podemos ou não fazer?”, por Luís Miguel Martins, no dia 25, às 18h, e, no dia 26, às 18h00, a inauguração da exposição “Júlio Resende: portas da perceção”.

Por outro lado, a Biblioteca Municipal recebe, no dia 11, pelas 21h00, o lançamento da edição “Anais de Penafiel III”, de J. F. Coelho Ferreira, com apresentação de Alberto S. Santos e momento musical pelo Grupo de Guitarras de Penafiel.

Penafiel, antes vila de Arrifana de Sousa, foi elevada a cidade pela mão de D. José I no dia 3 de março de 1770, para que aqui se pudesse fixar a sede de um novo bispado que a política pombalina queria destacar do “território da poderosa mitra portuense”. Penafiel é, desta forma, uma das cidades mais antigas do país.

 

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.