PauloEstrela fin
Paulo Estrela é o capitão dos Sub23 do Portimonense. (FOTO do FB do atleta)

Nascido em Paços de Ferreira há 23 anos e com os primeiros passos no futebol dados no clube da terra, o percurso profissional de Paulo Estrela variou entre uma passagem de sucesso pelos escalões de formação do FC Porto e a atual busca pela afirmação na equipa profissional do Portimonense, na I Liga.

Em entrevista hoje concedida ao diário desportivo O JOGO, Paulo Estrela recorda o auspicioso percurso de dez anos ao serviço do FC Porto, após o início de carreira no FC Paços de Ferreira.

No seu currículo conta com 14 internacionalizações repartidas entre os Sub16, Sub17 e Sub18 e um golo apontado ao serviço de Portugal, bem como a conquista da Youth League da UEFA ao serviço do FC Porto, na época 2018/19, para a qual contribuiu com cinco jogos disputados na fase de grupos. Uma equipa da qual faziam parte o guarda-redes Diogo Costa (atual titular da seleção A), João Mário e Fábio Vieira todos a jogar na equipa A portista. “Foram dez anos de categoria. É mais fácil ganhar títulos no FC Porto, a mentalidade é completamente diferente. Foram tempos de sucesso e tenho orgulho de ter representado esse grande clube. A conquista da Youth League foi um grande momento para mim”, disse o médio a O JOGO.

Após terminar a formação na equipa azul e branca, Paulo Estrela vinculou-se em 2019 ao Portimonense da I Liga, com uma clausula de rescisão no valor de 20 milhões de euros, embora nestas três temporadas apenas tenha atuado na equipa sub23 do clube algarvio num total de 74 jogos disputados e 10 golos marcados.

Na entrevista hoje publicada no diário desportivo o jovem atleta define-se como “um médio inteligente e com qualidade de passe. Sei ler bem o jogo e percebo os seus momentos. Também me considero forte nas bolas paradas, mas acima de tudo sou um jogador muito trabalhador”.

O contrato de três épocas com o Portimonense termina a 30 de junho próximo e Paulo Estrela está já livre para decidir o seu futuro desportivo, acreditando que “o melhor ainda está por chegar”. Esta temporada, o capitão da equipa Sub23 algarvia conta com 19 jogos disputados e dois golos apontados pelo atual quinto classificado na fase de apuramento de campeão da prova.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.