Autor de: "eu" "Objetivo" "Eleito" "56" "Amarante" "Placa" "Fechado" "Crianças" "Radiante"; Pingo-Doce" "Obrigado" "Abragão"; "Droga", "Ciclistas"; "Calçada", “Isto é próprio de um país saloio(…)”,"Green” blá, blá, blá. “Clean”, blá, blá. “Healthy”, Blá blá, blá blá…

Não, não tem nada a ver com “esse” OBRIGADO. Este obrigado é bem mais simples.

Vai para uns quantos anos manifestei, num artigo de opinião semelhante a este, o meu “desconcerto” com a colocação de uns vasos, “foleiros”, de betão, ali nas imediações (muito próximas) do Jardim de Infância João de Deus. Por muitos anos ocupara aquela localização privilegiada…

Foram removidos. Finalmente. Este é o meu OBRIGADO!

Ali junto da obra de uns dos mais conceituados arquitetos do MUNDO, alguém, do Município de Penafiel mandou colocar uns quantos vasos de cimento, deve ter sido o primeiro lugar que encontraram pela frente… Se respeitavam a estética da envolvente? E quem é que se interessou por isso?

Só tenho a agradecer por, finalmente, se mostrar respeito pelos que frequentam o espaço público de Penafiel. Agradecer por, finalmente, mostrarmos que sabemos o que é um prémio “Pritzker”. Obrigado por termos deixado de mostrar a quem nos visita, e são muitos os vêm para olhar a obra de Siza Vieira, que um nome como esse pouco nos diz. E, para terminar, um agradecimento por mostrarmos respeito pelos incríveis pedreiros que com todo o rigor construíram aquele muno de suporte dando atenção a todo o detalhe. Também um OBRIGADO, este com maiúsculas, aos artífices de obra tão primorosamente executada. Obrigado por terem, finalmente, deixado de mostrar às crianças, que ali recebem importante formação para a vida que não é tudo um “bota para aí, que para quem é bacalhau basta”. E claro, obrigado (embora não façam mais do que devem fazer) por terem passado a ter no município alguém que reconhece o valor artístico onde ele estiver, e que tenha olhado para aquele “SÍTIO” e tenha visto o que estava lá para ser visto. Obrigado por termos, nós penafidelenses, deixado de mostrar a quem nos visita pouco respeito pelos sítios que os trouxe até nós.

Agora já podemos tirar uma bela foto sem depois ter de recorrer os “photoshop” para fazer uma limpeza que os responsáveis não faziam. Não sei onde foram parar as “relíquias” …, provavelmente a uma qualquer freguesia do concelho que, ainda por cima, terá agradecido. Tenho pena das plantas… com a vontade da Presidência de “botar abaixo” tudo quanto é verde, lá devem ter ido para a uma qualquer beira de estrada. Mas, quem sabe, se um dia ainda viremos a agradecer um maior cuidado com esses fantásticos seres vivos a que alguns chamam da PLANTAS. Obrigado.

Obrigado também por terem substituído os respiros exteriores nas novas instalações sanitárias, no “Campo da Feira”. Estes são bem mais discretos e não foi preciso dar-lhes umas “marteladelas” para que se moldassem à parede. Muito bem!

Para a recuperação exterior (que é o que conhecemos) do Recreatório Paroquial não teremos parabéns…, mas falaremos dela noutra ocasião.

Leia mais artigos na página de opinião do IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.