Músico da Banda de Paços de Ferreira selecionado para orquestra internacional
Fotografia: Direitos Reservados

Rúben Campos, jovem trompetista da Banda Musical de Paços de Ferreira, foi escolhido para integrar a «Concertgebouworkest Young», uma orquestra internacional que vai reunir os 73 melhores músicos da União Europeia com idades entre os 14 e 17 anos e atuar em Amsterdão e Alemanha.

O músico de 16 anos, natural de Freamunde, esteve à conversa com o IMEDIATO, relevando-se entusiasmado com o projeto, que o vai pôr em contacto com outros jovens talentos e instrumentistas de renome internacional durante o mês de agosto.

“Estou muito feliz, porque trabalhei bastante para conseguir entrar nesta orquestra, contando sempre com o apoio do meu professor. Fui selecionado também no ano passado, mas, com a pandemia, o projeto acabou por ser adiado”, reagiu Rúben Campos, que atualmente estuda na Escola Profissional Artística do Vale do Ave.

Em agosto, o jovem vai deslocar-se para Amsterdão, onde vai ensaiar com os restantes músicos selecionados de forma a preparar uma digressão da orquestra, que arranca no dia 19 daquele mês, na Het Concertgebouw, considerada uma das melhores salas de concerto do mundo pela sua qualidade acústica.

Depois, a orquestra vai partir em digressão a Colónia, na Alemanha, com atuação marcada para 21 de agosto. Os concertos vão ser conduzidos por Daniel Harding, contando com a presença de Paul Lewis, pianista.

Sendo esta a sua primeira participação num projeto deste calibre, Rúben Campos aguarda com excitação pela oportunidade de “ouro”. O jovem toca trompete há oito anos, fazendo parte da Banda Musical de Paços de Ferreira há sete, e sonha, no futuro, fazer da música a sua ocupação principal.

Também o presidente da Banda Musical de Paços de Ferreira, Francisco Magalhães, demonstrou orgulho pela nomeação de Rúben Campos, jovem que “viu crescer” no grupo. “Como presidente e músico recebi esta nomeação com muito agrado e satisfação. É uma notícia muito boa para a cultura do concelho, que fica enriquecida”, considerou o dirigente da banda.

Esta é a segunda edição da iniciativa «Concertgebouworkest Young», que aconteceu pela primeira vez em 2019, “tendo sido um sucesso em todos os aspetos”, indica a organização, na sua página. “Depois de voltarem desta experiência única, os jovens músicos podem aplicar tudo o que aprenderam nas suas vidas e trabalho para continuar a espalhar o amor pela música clássica”, lê-se.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *