Um menor de 17 anos, esfaqueou a mãe na tarde desta quarta-feira, em Gandra, Paredes, barricando-se depois na habitação. A mulher, que era frequentemente vítima de agressões por parte do filho, foi hospitalizada.

Os episódios de violência doméstica no número 53 da Avenida Alberto Coelho Moreira, em Gandra, Paredes, eram frequentes e conhecidos das autoridades. Várias vezes a GNR foi chamada pelos vizinhos, que iam em socorro da mulher de 57 anos, quando esta era agredida pelo filho.

Há cerca de meio ano, o menor – que é apontado como uma pessoa instável e com problemas psicológicos –, regressou a casa dos pais, onde também reside uma das duas irmãs, depois de ter estado institucionalizado no Porto. Depois de alguns meses de acalmia, ao início da tarde desta quarta-feira, quando estavam sozinhos em casa, o jovem agrediu novamente a mãe e espetou-lhe uma faca nas costas.

Ferida, a mulher conseguiu fugir da habitação e pedir socorro aos vizinhos, que alertaram as autoridades. Quando a GNR chegou ao local, o menor estava barricado na habitação. Um negociador da Guarda deu início às conversações com o rapaz, que acabou por se entregar, uma hora depois, sem oferecer resistência. Foi transportado para o Hospital de São João, no Porto, para internamento compulsivo na unidade de Psiquiatria.

A mãe foi assistida no local e transportada para o Hospital Padre Américo, em Penafiel, com um golpe nas costas e vários hematomas.