Bombas de carnaval
Fotografia: GNR

A GNR apreendeu, na quarta-feira, cerca de cinco mil artigos pirotécnicos num estabelecimento no concelho de Paredes. Um homem de 31 anos, que alegadamente terá vendido “bombas de carnaval” a alunos que frequentavam uma escola nas redondezas, foi identificado.

“Na sequência de uma denúncia a dar conta que vários menores tinham na sua posse bombas de carnaval num recinto escolar, naquele concelho, os militares da Guarda encetaram diligências policiais que permitiram identificar um estabelecimento que efetuava a venda daqueles engenhos pirotécnicos”, descreve a GNR, em comunicado.

Durante a ação policial, os militares fiscalizaram o estabelecimento e apreenderam cerca de cinco mil  artigos pirotécnicos destinados à venda ao público em geral. O proprietário, um homem de 31 anos, foi identificado e foi levantado um auto de contraordenação por venda de artigos pirotécnicos sem carta de estanqueiro, a licença necessária para a comercialização de engenhos pirotécnicos.

Na nota publicada, a GNR sublinha que “este tipo de artigos não são meros brinquedos, mas sim explosivos com a capacidade de provocar acidentes muito graves, sobretudo em crianças e jovens” e que “o seu uso e/ou venda indevida são sancionados através de coima”.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.