Morte / Agredir / GNR / Penafiel /violência doméstica / pulseira eletrónica
Fotografia: Guarda Nacional Republicana

 

Um homem de 38 anos foi detido em Penafiel, por agredir a mulher, com quem estava casado há 15 anos e com a qual teve quatro filhos.

A detenção foi efetuada pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel, no âmbito de uma investigação por violência doméstica. Os militares da Guarda apuraram que o suspeito, desde o início deste ano passou a consumir bebidas alcoólicas em excesso, começando a surgir situações de ciúmes e desconfiança. O homem passou a acusar a mulher de 34 anos, com quem estava casado há quinze anos e com a qual tem quatro filhos menores, acusando de manter relações extraconjugais, motivos que levaram a injúrias, agressões físicas e a ameaças de morte.

No último episódio de violência, que teve lugar no corrente mês de agosto, a vítima decidiu sair de casa com os filhos menores, colocando um final à relação.

Tendo em conta o escalar de violência e da gravidade dos factos, e dando cumprimento ao mandado de detenção emitido pela Autoridade Judiciária, o suspeito foi detido e presente a primeiro interrogatório no Tribunal de Instrução de Penafiel, tendo ficado sujeito às medidas de coação de proibição de contactar por qualquer forma ou meio, ou por interposta pessoa, com a vítima, com exceção das questões relativas às responsabilidades parentais que devem ser tratadas por intermédio de advogado ou procurador; proibição de se aproximar, permanecer ou frequentar a habitação da mesma, estabelecendo-se a área de exclusão um raio de 500 metros; e obrigação de se sujeitar a uma avaliação médica e eventual tratamento, da sua dependência alcoólica, em termos a definir pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *