violência doméstica


A informação de que Humberto Brito, presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira andava na rua e não estava a cumprir o isolamento profilático de 14 dias a que estava obrigado, após ter declarado que testou positivo para covid-19, foi comunicada à GNR de Paços de Ferreira, como confirmou ao Jornal IMEDIATO o Capitão Rui Ferreira, Oficial de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial do Porto.

Após esta comunicação, a Guarda contatou o presidente da autarquia de Paços de Ferreira que lhe fez chegar dois testes negativos realizados após o primeiro teste positivo. “Após dois testes negativos, a pessoa deixa de estar em vigilância porque, segundo a DGS, já não é considerada infetada. Assim sendo, não incorre no crime de desrespeito do isolamento”, explicou o Capitão Rui Ferreira.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.