Joaquim Almeida, um empresário do ramo dos pneus, de Felgueiras, foi detido esta quarta-feira, dia 5 de junho, pela Polícia Judiciária do Porto, por suspeitas de dois crimes de homicídio qualificado. Presente ao Juiz, ficou em prisão preventiva, acusado de dois crimes de homicídio.

O homem de 48 anos, que foi detido em Varziela – Felgueiras, é suspeito de ter perseguido uma mulher, com quem teve um relacionamento extraconjugal no passado e com quem teve um filho (um menino de quatro anos), acabando por matá-la, em Amarante, assim como ao seu atual namorado, proprietário de uma pastelaria em S. Gens, Amarante, onde a mulher agora trabalhava.

Ao início da tarde do dia 28 de maio, em frente à pastelaria, Joaquim Almeida atingiu na cabeça, com um tiro de espingarda, Joaquim Vaz, provocando-lhe morte imediata. Atingiu ainda no peito Sónia Leite, a mulher com quem teve um relacionamento que terminou há cerca de um ano. Esta foi transportada para o Hospital de S. João, no Porto, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

Joaquim Almeida fugiu após o crime e andou oito dias a ser procurado pelas autoridades. Foi detido na rua, em Varziela, Felgueiras e ao que tudo indica estaria escondido em casa de um familiar. Estaria a preparar-se para fugir quando foi abordado.

O homem foi presente ao Juiz do Tribunal de Instrução Criminal do Marco de Canaveses esta quinta-feira, tendo sido colocado em prisão preventiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *