AF IIISimposioDII Cartaz Digital 1

O Museu Municipal de Penafiel acolhe este sábado, dia 22 de setembro, o 3º Simpósio de Doenças Inflamatórias do Intestino. Promovido pela comunidade online “Doença de Cronh/Colite Portugal”, o evento conta com três painéis dedicados à temática, que serão protagonizados por vários profissionais de saúde da área das Doenças Inflamatórias do Intestino.
Informar e sensibilizar as pessoas para estas doenças que afectam mais de 20 mil portugueses e mais de 6 milhões de pessoas no mundo, sendo as mais frequentes e conhecidas, Crohn e Colite Ulcerosa, é o objetivo deste simpósio, que reúne médicos especialistas e doentes, numa partilha experiências e informação sobre os avanços na investigação e em que é que se traduz no dia a dia destes doentes.
O Simpósio, que tem participação gratuita, mas obrigatória, terminará com a apresentação do livro “(Con)Viver com Doenças Inflamatórias do Intestino” da lousadense Vera Gomes, portadora de uma Doença Inflamatória do Intestino, e que reúne os testemunhos de médicos, doentes e familiares.
“Esta iniciativa vai permitir informar e esclarecer muitas dúvidas em torno das doenças inflamatórias do intestino. Penafiel vai receber especialistas de grande renome para trocar ideias e acima de tudo explicar que é possível viver com esta patologia. Será certamente um momento de grande importância para a Comunidade online “Doença de Crohn/Colite Portugal” e claro para os profissionais de saúde que trabalham dia após dia em torno desta questão”, afirmou Susana Oliveira, Vereadora com o pelouro da Saúde da Câmara Municipal de Penafiel.
A organização deste evento cabe a uma comunidade online “Doença de Cronh/Colite Portugal” que reúne mais de 2200 doentes em Portugal com uma das doenças Inflamatórias do Intestino. As Administradoras desta comunidade, Ângela Vilas Boas Silva e Vera Gomes, são igualmente as signatárias de uma petição para a melhoria das condições dos Doente com Doença Inflamatória do Intestino, que reuniu mais de 11 mil assinaturas e que foi entregue na Assembleia da República em abril passado aguardando neste momento agendamento para discussão em sessão plenária do Parlamento.

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *