Rixa Duas Igrejas

A Polícia Judiciária (PJ) do Norte anunciou a detenção,a Bélgica, de um cidadão português que tinha sido condenado, em 2020, a uma pena de cinco anos e quatro meses de prisão, por ter esfaqueado pai e filho, na sequência de desacatos ocorridos numas bombas de gasolina, em Duas Igrejas, no concelho de Penafiel, em janeiro de 2018.

Dando cumprimento a um mandado de detenção europeu, as autoridades belgas detiveram o emigrante  português e entregaram-no às autoridades portuguesas. O fugitivo escondeu-se naquele país, onde esteve emigrado, depois de ter sido condenado em Penafiel pelos crimes de tentativa de homicídio e ofensas à integridade física qualificada.que entregaram para onde tinha fugido após ter sido condenado em Penafiel pelos crimes de tentativa de homicídio e ofensas à integridade física qualificada.

Na base da condenação está uma rixa ocorrida no dia 7 de janeiro de 2018, num posto de combustível na freguesia de Duas Igrejas, em Penafiel, quando o indivíduo agora detido se envolveu numa discussão com dois homens – pai e filho, de 47 e 23 anos. Na altura, o arguido, então com 33 anos, agrediu as duas vítimas com uma faca “provocando-lhes ferimentos graves e que careceram de intervenção médica urgente”, refere a PJ.

O agressor acabou detido pela Polícia Judiciária e julgado no Tribunal de Penafiel. Foi condenado a 2 de dezembro de 2020 a uma pena de cinco anos e quatro meses de prisão, que transitou em julgado a 2 de junho de 2021. Contudo, o homem não se apresentou para cumprir a pena a que tinha sido condenado, tendo sido emitido um mandado de detenção europeu. Foi agora detido na Bélgica, entregue à custódia das autoridades nacionais e conduzido para o estabelecimento prisional para cumprir a pena.

 

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.