O Partido Social Democrata (PSD) de Paços de Ferreira divulgou, esta quarta-feira, uma série de sugestões de medidas complementares a implementar no concelho, de forma a conter o progresso da pandemia de Covid-19 na população.

“O número de contágios por Covid-19 nas últimas semanas em Paços de Ferreira são profundamente alarmantes. Hoje, cerca de 6% da nossa população já se encontra infectada, sendo a grande generalidade desses casos ainda ativo”, consideram os sociais-democratas pacenses.

Assim, o partido defende a implementação de várias medidas preventivas “que visem o atenuar do galopante aumento desta pandemia no concelho”, entre as quais o encerramento de alguns equipamentos municipais de desporto e lazer, bem como de cemitérios no Fim-de-Semana dos Fiéis e a suspensão de aulas de educação física.

Consulte a proposta dos sociais-democratas:

  • Encerramento temporário das piscinas e pavilhões Municipais, bem como dos parques infantis e equipamentos de fitness dos Parques Urbanos;
  • Recomendar o encerramento dos cemitérios durante o fim de semana dos dias 31/10 e 1/11;
  • Solicitar o encerramento temporário dos treinos das associações desportivas que não se encontrem em competição oficial no concelho ou que tenham visto as suas competições suspensas;
  • Solicitar junto do Governo o encerramento temporário das aulas de Educação Física;
  • Caso venha a ser necessário dado o avolumar de casos, articular com os agrupamentos escolares e o Governo, o encerramento preventivo de alguns espaços escolares no concelho;
  • Redução do horário de funcionamento do Shopping existente no concelho;
  • Distribuição de máscaras às Juntas de Freguesia, para que possibilitem uma entrega de proximidade a todos os nossos cidadãos que venham a necessitar de recorrer a esta oferta para garantirem a sua segurança individual;
  • Intensificar a consciencialização e fiscalização das medidas impostas, colocando a Polícia Municipal na linha da frente, terminado neste momento com o braço de ferro laboral que existe entre a autarquia e estes profissionais;
  • Sensibilizar os cafés e restaurantes para que encerrem os seus espaços às 20h, não criando obrigatoriedade, uma vez que estes já estão abrangidos pelo decreto do Governo de encerramento às 22h;

“Num dia em que as notícias dão conta de que o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa entrou em estado de rotura, deverá haver coragem para a implementação destas medidas, sem qualquer hesitação”, considerou o partido.

Aos olhos dos sociais democratas, adotar medidas “mais duras” pode significar uma redução de “terríveis impactos no futuro das famílias e empresas do concelho”.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Tagged: