Trabalho / Felicidade / outros / Saudades / Férias / Exames / reconhecimento / Beijo / Estudante / Ser / Relação / Mudança / Vida /Ano Novo / Tempo / Coaching / Preguiça / Coaching…para quê? - Poupa / Saber Viver

O Dia Internacional do Riso está aí. A única forma de o comemorar é…Rir! Não serve de desculpa que somos um povo triste, que o fado (tradicional) é triste, que a vida é triste, que o país não melhora, etc. Cada vez mais há evidências que uma “boa risada” faz bem, quer em termos físicos quer mentais. Força, dê a sua primeira risada do dia…agora!

Como Coach, tenho a “mania” das perguntas, e aqui vai: Com que frequência Ri? Lembra-se da última vez que riu? Aliás, da vez que até chorou de tanto rir? Se não se lembra (e pondo de lado qualquer tipo de perda de memória), alguma coisa “não está” bem! Não é por não rir que a sua vida vai melhorar! Obviamente, que também não é por rir que a sua vida se transformará como que por milagre! A vida não se altera, mas a disposição com que vive a Vida, sim! É essa nova disposição que o poderá levar a decisões mais apropriadas, e a relacionamentos mais interessantes, pela simples razão que se torna numa pessoa mais interessante…de conhecer! Presumo que terá como experiência própria o pouco interesse de estar com alguém “trombudo”, “chato”, “irritado”, etc. Ou será que é você essa pessoa? Nesse sentido, vem uma outra questão que é: Com que frequência faz os outros rir? O rir ou o fazer rir é um potencial inerente a todo o ser humano, mas que poucos o utilizam para benefício próprio …e dos amigos ou colegas de trabalho! Se pensar nos seus amigos ou amigas, quais deles tem a certeza que o vão deixar bem-disposto? Quantos mais tiver desses…melhor!

Provavelmente, já reparou que tanto o rir como o bocejar são facilmente replicados! Mais importante que saber qual o processo e finalidade (neurónios-espelho atuam de forma inconsciente para fortalecer a interação e empatia), é a mais-valia para a saúde dessa ocorrência. Quem já não se riu só pelo riso de uma outra pessoa que estava no mesmo local e que nem sequer conhecemos? Curiosamente, numa primeira fase começamos com um simples sorriso, mas se a causa continuar, acabamos por nos “escangalhar” a rir potenciando nos outros o mesmo! A origem do riso é tão interessante e misteriosa que por vezes acontece em momentos e locais nada propícios, e, quanto mais não queremos rir…mais vontade dá!

A razão dos programas de humor terem muito sucesso, quer na comunicação social quer ao vivo, com as plateias sempre cheias, prende-se com a necessidade do ser humano se rir! Agora que já tem consciência da importância do riso para o seu equilíbrio emocional (são libertados neurotransmissores tais como  serotonina, endorfina, dopamina,…) e para a sua saúde em geral (aumentando as defesas do organismo), só falta rir e fazer rir! A quem decidiu hoje fazer rir? Não se esqueça que…é de “borla”!

Através da Prática do Coaching, “trabalhe” o seu entusiasmo, alegria e boa-disposição. Esse novo estado mental que permite ter uma visão realista/positiva da Vida, permitirá superar, com mais facilidade, os seus maiores desafios.

Não perca o próximo artigo de “Coaching…para quê?”  Leia mais artigos na página de opinião do IMEDIATO.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.