Depois de, na terça-feira, ter sido conhecido um caso de infeção de um colaborador da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, todos os funcionários foram submetidos a testes Covid-19, dos quais sete acusaram positivo.

Em comunicado, a autarquia pacense referiu ainda que “alguns que terão de ser submetidos a novos testes, por indicação da Autoridade de Saúde Pública Local”.

“Os colaboradores cujo teste deu resultado positivo foram a prioridade, sendo os primeiros a serem contactados pela Autoridade de Saúde Pública, após conhecido o resultado. Encontram-se em isolamento, sendo que o estado de saúde de todos é considerado estável, no quadro da infeção por COVID-19”, adiantou o município.

A Unidade de Saúde Pública recomendou, na quarta-feira, o encerramento temporário do edifício sede da Câmara Municipal, que entretanto foi desinfetado. Os Paços do Concelho apenas vão reabrir com autorização das autoridades de saíde e todos os colaboradores estão confinados nas suas residências, em isolamento profilático.

Segundo o município, a testagem “rápida” de todos os funcionários camarários “permitiu identificar estes casos positivos e travar, de imediato, uma eventual propagação”, mas “a situação vai continuar a ser monitorizada de forma permanente”.

Contudo, ainda que a sede da Câmara Municipal esteja encerrada, “os contactos telefónicos decorrem com normalidade”, sendo que “as chamadas estão a ser reencaminhadas para as telefonistas que, a partir de casa, contactam com os restantes responsáveis de serviço”.