DSC 3022 2 e1533984419203

Vinte e seis doentes do Hospital Padre Américo, em Penafiel, encontram-se em isolamento, depois de lhes ter sido detetada no organismo uma bactéria multirresistente, denominada KPC (Klebsiella pneumoniae carbapenemase). Fonte hospitalar confirma a existência deste vírus, afirmando contudo que não há razões para alarmismo, visto que estão a ser implementadas no hospital todas as medidas que a Direção Geral de Saúde recomenda nestas situações.
Segundo a administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, no qual o Hospital Padre , a bactéria já tinha sido detetada anteriormente, mas o aumento do número de casos obrigou à tomada de medidas, noemadamente, o isolamento dos doentes, a diminuição dos períodos de visita e rastreios dos contactos.
Face à situação, o hospital considera que não há razão para alarme. “As pessoas internadas em ambiente hospitalar estão doentes e, por isso, em risco. O risco é maior quando existe resistência a antibióticos, mas de momento não há razão para nenhum alarme e todas as medidas estão a ser tomadas de acordo com recomendações”.
Segundo a administração do hospital, estas bactérias existem na comunidade “e continuará a haver doentes portadores e infetados. O que as Instituições estão a fazer e continuarão a fazer é tentar evitar a transmissão”, rematou.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *