GNR Porto Lenocinio
Fotografia: GNR

A GNR desmantelou, na segunda-feira, uma rede de prostituição que operava no concelho de Lousada. Na sequência da ação, foram apreendidos mais de 27 mil euros e quatro mil preservativos, tendo constituído  como arguidos, por lenocínio, um homem de 72 anos e uma mulher de 39.

“No âmbito de uma investigação de lenocínio que teve início em dezembro de 2020, os militares da Guarda deram cumprimento a dois mandados de busca, uma domiciliária e uma em estabelecimento. No decurso da busca ao estabelecimento de diversão noturna foram identificadas quatro mulheres, com idades compreendidas entre os 39 e os 50 anos, bem como 15 indivíduos, alegadamente clientes, com idades compreendidas entre os 27 e os 70 anos”, lê-se.

No decorrer desta ação foram apreendidos 27.325 euros em dinheiro, 4.000 preservativos e dois telemóveis. Os suspeitos, ambos com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza e, foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Lousada.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.