Um homem de 63 anos, de Paredes, foi detido por violência doméstica. Presente a juiz, foi colocado com vigilância por pulseira eletrónica e proibido de se aproximar da vítima até uma distância de um quilómetro.

A detenção foi feita pela GNR de Paredes, na sequência de uma denúncia por violência doméstica feita por uma mulher de 45 anos, ex-namorada do individuo, que foi vítima de maus tratos físicos e psicológicos por parte deste, desde que colocou termo relação.

Ainda no dia que a mulher se deslocou ao posto da GNR para apresentar queixa, o indivíduo perseguiu-a e, já na presença de militares da Guarda, proferiu ameaças, tendo sido detido em flagrante delito.

Durante a investigação, as autoridades apuraram ainda que o veículo da vítima tinha um aparelho localizador GPS, que permitia ao detido saber quais os locais onde a mulher se encontrava diariamente.

O detido foi presente a primeiro interrogatório, no Departamento de Investigação e Ação Penal de Marco de Canaveses, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de proibição de aproximação da vítima até uma distância de 1 quilómetro, sendo controlado através de pulseira eletrónica.