caldo 1

A música, o teatro e os sabores tradicionais estão de regresso à Aldeia de Quintandona para a 14ª edição da Festa do Caldo de Quintandona. Depois de uma paragem de dois anos devido à pandemia, a festa está de regresso, entre os dias 16, 17 e 18, na aldeia de Quintandona, na freguesia de Lagares e Figueira, do concelho de Penafiel.

Ao longo dos três dias, mais de 40 espetáculos vão acontecer no recinto do evento, com destaque para os Pé na Terra, Balklavalhau, Cristina Sousa, Zingamocho, Crua, Chulada da Ponte Velha, Touriga, Colectivo Capela e Teatro Assombrado.

Haverá ainda várias atuações teatrais, concertos de música tradicional portuguesa, bandas musicais, ranchos folclóricos; espetáculos de Robertos que animarão os mais pequenos; muita animação musical e cénica pelas ruas com Gaitas Daninhas, Bandalhada e comoDEantes e uma feira de artesanato e gastronomia com produtos da terra. A par, vão acontecer oficinas de danças, atividades educativas, uma Feira de Artesanato – que conta com cerca de 50 expositores de artigos artesanais, tradicionais e/ou gastronómicos adequados à Festa do Caldo de Quintandona – e ainda uma corrida de porcos.

Entre os inúmeros grupos de música de raiz cultural portuguesa, a Festa do Caldo de Quintandona conta todos os anos com a participação de um grupo de danças e cantares galegos, e da estremadura espanhola, fruto da parceria com a Confraria do Caldo Galego e a Festa do Caldo Galego de Mourente (Pontevedra).

No domingo, dia 18 realizar-se-á o Cortejo pela Aldeia com a presença da Confraria do Caldo de Quintandona, Confrarias convidadas e Entidades Oficiais.

Organizada pela CASAXINÉ, Associação para a Promoção e Desenvolvimento Cultural de Quintandona, com a parceria da Associação comoDEantes, Grupo de Teatro e pela Associação para o Desenvolvimento de Lagares com o apoio da Câmara Municipal de Penafiel, a festa vai honrar do caldo – à lavrador, de nabos, caldo verde, d’avó – mas outras iguarias serão servidas, caso do cozido à portuguesa, feijoada, porco assado no espeto, pataniscas, bifanas, sopas secas, leite creme, entre muitos outros petiscos.

Este ano, à semelhança da edição anterior e de forma a diminuir a poluição causada pelo plástico, a Festa do Caldo de Quintandona, optou por manter copos de barro/alumínio e abolir a utilização do plástico descartável. Com esta medida pretende-se a diminuição da produção de lixo e da pegada ecológica causada pelo festival.

A entrada para o recinto é de 3€/dia para os 3 dias de festa, com opção de passe geral (entrada para os 3 dias) por 7€. O acesso ao parque de campismo com chuveiros de água quente e aos 20parques de estacionamento são gratuitos.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.