Lampreia capa scaled

Com início esta sexta-feira e até 20 de março, dez restaurantes do concelho de Penafiel vão ter como prato principal a lampreia. Servida em arroz ou à bordalesa, será a rainha de mais uma edição da “Rota da Lampreia”. O chefe estrela Michelin Óscar Geadas é o padrinho do evento e no lançamento oficial da iniciativa, reinventou o prato e apresentou uma lampreia, que privilegiou os sabores da sua terra natal, Trás-os-Montes.

Promovida pela Câmara Municipal de Penafiel e organizada pelo pelouro do Turismo, a “Rota da Lampreia” está de regresso, depois de a pandemia ter obrigado à paragem do Festival da Lampreia, que ocorre habitualmente na zona ribeirinha de Entre-os-Rios.

“Este é um evento que diz muito ao nosso município, a lampreia tem uma tradição fortíssima no nosso concelho, confecionada à moda de Penafiel, em arroz ou à bordalesa”, referiu Antonino de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Penafiel, destacando “a feliz circunstância” do concelho ter uma frente ribeirinha com mais de 25 quilómetros, que integra os rios Douro e Tâmega.

Depois de dois anos de paragem, a autarquia adiou por mais um ano a realização do festival, mas entendeu que “fazia todo o sentido retomar a Rota da Lampreia, promover este certame, para que os nossos restaurantes possam voltar a receber todos os visitantes que, dos mais diversos pontos do país, vêm a Penafiel para degustar lampreia”.

A edição deste ano conta com 10 restaurantes aderentes, que vão servir a lampreia em arroz, ou à bordalesa. É apadrinhado pelo chefe Óscar Geadas, estrela Michelin desde 2018 (a júri do concurso Masterchef Portugal), uma pessoa com uma “forte ligação” à cidade de Penafiel, onde participa regularmente na Mostra Gastronómica da Agrival. “A relação da Casa Geadas com Penafiel é já antiga”, referiu Antonino de Sousa, destacando a gratidão por este “emprestar o seu prestígio à Rota da Lampreia”.

Confiante que “esta edição tem tudo para correr bem”, o autarca penafidelense mantém as expetativas elevadas. “Os amantes da lampreia gostam mesmo. Não perde uma época da lampreia e a verdade é que nestes últimos dois anos não foi possível usufruir deste prato tão característico do nosso território. Por isso admito que este ano, as pessoas vão querer matar saudades e vir novamente a Penafiel para degustar a lampreia”.

Lampreia à Transmontana

Na apresentação oficial da iniciativa, Óscar Geadas reinventou a lampreia e apresentou um prato confecionado à moda transmontana. “Venho aqui dar a minha visão do que pode ser a gastronomia e a inovação, sem perder a tradição”.

Natural de Trás-os-Montes, procura colocar nos seus pratos o cunho transmontano. E foi o que fez em Penafiel. Apresentou uma lampreia, “com o que é o ouro de Trás-os-Montes”, a castanha. “Fiz uma lampreia assada ao sal, em que o molho é de bordalesa, acompanhado por um puré de castanhas”, explicou, salientando o facto de que o seu prato, não pretende “desvirtuar “o prato tradicional da Lampreia em Penafiel”.

“Assim temos um prato português, cheio de sabores portugueses”, frisou, acrescentando que “temos que respeitar todas as pessoas que pensaram e confecionaram este prato durante anos e não podemos esquecer a tradição”. “Podemos é associar a tradição à inovação e foi o que eu fiz aqui, o sabor da lampreia à bordalesa, com um toque de castanha”.

Lampreia3 Lampreia1 Lampreia2 Lampreia 5 Lampreia 4

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.