Um reformado de 53 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto, por suspeitas de ter abusado sexualmente de um outro homem, de 52 anos, com anomalia psíquica grave, na instituição em que ambos partilhavam o quarto, em Paredes.

Foi a instituição de acolhimento, onde a vítima, um homem de 52 anos e com anomalia psíquica grave, se encontra institucionalizada, quem denunciou o caso, dando assim início a uma investigação da PJ, durante a qual foi possível apurar que o agressor, um reformado de 53 naos, “teria proximidade e exerceria alguma ascendência sobre a vítima pelo que, aproveitando-se da sua grave incapacidade e por partilharem o mesmo quarto, levou-a à prática de atos de natureza sexual”.

O homem foi detido e vai ser agora presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.