Um professor da escola secundária Joaquim de Araújo, em Penafiel, foi acusado de ter agredido um aluno de 16 anos, que sofre de surdez, no interior da sala de aula. O incidente aconteceu esta terça-feira e já foi comunicado pela escola às entidades competentes.

Ao que o Jornal iMEDIATO apurou junto de Paula Dias, subdiretora da escola secundária Joaquim de Araújo, de Penafiel, foi o aluno quem se dirigiu-se na terça-feira à sala da Direção, “com um olho vermelho”, dizendo que tinha sido agredido pelo professor.

De imediato, Paula Dias alertou a GNR que se deslocou ao local para tomar conta da ocorrência. O aluno foi encaminhado para o Hospital Padre Américo, em Penafiel.

Depois, o caso foi encaminhado pela escola para as entidades competentes, acompanhado de um relato feito pelos alunos que estavam na sala de aula, sobre o incidente. “Solicitei a suspensão preventiva do professor, coloquei outro professor na turma até que o caso seja esclarecido”, explicou Paula Duas. “A escola fez tudo o que tinha a fazer, agimos em conformidade com a lei e preservando e protegendo o aluno”, acrescentou.

A agressão está agora a ser investigada pelas entidades competentes e a escola aguarda conclusões da investigação.