violência doméstica

A GNR apreendeu na sexta-feira parte dos artigos alimentares avaliados em 2.500 euros que tinham sido furtados de um estabelecimento comercial de Sobreira, Paredes. O suspeito, de 31 anos e com antecedentes criminais por este tipo de crime, foi constituído arguido.

De acordo com o comunicado da força policial, as investigações começaram devido a uma queixa apresentada no dia anterior de furto de bens alimentares de um estabelecimento comercial, avaliados em 2.500 euros, através do arrombamento da porta.

Depois de “várias diligências”, os militares da GNR identificaram o “presumível autor do furto”, um homem de 31 anos, e, através de uma busca domiciliária, foi apreendida parte dos bens alimentares furtados.

O suspeito, que já tinha antecedentes criminais pela prática deste tipo de crime, foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Paredes.

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.