A GNR deteve, na terça-feira, um homem por violência doméstica no concelho de Penafiel. Mesmo em pena suspensa pelo mesmo crime, o suspeito continuava a perseguir e ameaçar a ex-mulher.

“O suspeito divorciou-se da vítima, de 42 anos, há três anos, depois de um casamento de 20 anos marcado por vários episódios de violência física, psicológica e emocional”, referiu a Guarda em comunicado.

A relação culminou ainda com uma condenação do suspeito pelo crime de violência doméstica, com pena suspensa de três anos e três meses, que ainda se encontra a cumprir.

Contudo, o homem “continuou a efetuar perseguições à vítima, vigiando-a no percurso até ao local de trabalho, fazendo rondas à sua atual residência, onde a ameaçava de morte”, relatou a GNR.

Segundo a força policial, este é “impulsivo, controlador e possessivo, sendo a sua agressividade potenciada pela reconhecida dependência alcoólica de que padece”.

O detido foi presente a tribunal e foram-lhe aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência comum do casal, proibição de contactos com a ofendida por qualquer forma ou meio, e ainda proibição de se aproximar da vítima, sendo controlado por pulseira eletrónica.

ouro e prata