Uma menina de oito anos morreu ao fim da tarde desta sexta-feira, em S. Mamede de Recesinhos, Penafiel, ao que tudo indica por inalação de gases, proveniente de um gerador que servia de apoio ao negócio de venda de pão com chouriço que os pais da menor tinham na beira da estrada, à saída da autoestrada A4.

Ao que foi possível apurar, a menina encontrava-se no interior da carrinha, que tinha na mala um gerador de apoio à banca dos pais. Ao que tudo indica, por inalação dos gases libertados pelo aparelho, entrou em paragem cardiorrespiratória. “Fomos chamados via CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes) para uma intoxicação. Quando chegamos ao local encontramos a vítima em paragem cardiorrespiratória. Ainda pedimos apoio diferenciado da equipa da viatura médica de emergência e reanimação, mas não conseguiram reverter o quadro e o óbito foi declarado no local”, afirmou ao Jornal IMEDIATO Carvalho Ferreira, comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã.

A GNR foi chamada ao local e acionada uma equipa da Polícia Judiciária do Porto.

Também foi mobilizada para o local uma equipa de psicólogos do INEM para prestar apoio aos pais da menina.