Na sequência do anúncio feito pela Águas de Paços de Ferreira de que iria suspender o aumento da tarifa da água no concelho de Paços de Ferreira, requerendo a constituição de uma Comissão Paritária Arbitral para decidiu relativamente a essa matéria, Humberto Brito, presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira reagiu, afirmando que “foram quebradas todas as possibilidades de entendimento com esta empresa”.

Na sua página da rede social Facebook, o edil pacense criticou o timing escolhido para anunciar a decisão e “o facto do PSD local se ter colado politicamente à empresa das águas e a este aumento, que veio para este concelho pelas mãos do PSD”.

“Temeram a posição que pessoal e institucionalmente assumi em defesa do povo do meu concelho”, afirmou Humberto Brito, garantindo que “a partir de agora só descanso quando forem embora e deixaram os cidadãos do meu concelho em paz”.

Garantindo não estar “para brincar à política e aos jogos de interesses”, Humberto Brito diz que “a luta por esta causa continuará até que a gestão passe para o município”.