fc pacos de ferreira

O Futebol Clube Paços de Ferreira, reuniu na quarta-feira em Assembleia Geral e aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pelo falecimento de Vítor Oliveira. Foram ainda aprovadas as contas de 2019/2020, com um resultado negativo em 1,5 milhões de euros.

O antigo técnico dos castores faleceu no sábado, aos 67 anos, depois de se sentir mal enquanto dava uma caminhada. Levou o clube pela primeira vez à I Liga em 1990/91 e fê-lo regressar ao escalão há duas temporadas atrás, sendo muito estimado pelos adeptos pacenses.

 

“O nosso clube beneficiou amplamente da sua enorme competência, profissionalismo e dedicação. Todavia, não é apenas a perda do campeão que se lamenta. É, sobretudo, e acima de tudo, a perda do homem íntegro, que sempre pugnou pela verdade desportiva, e pautou a sua conduta por elevados padrões éticos e deontológicos, que igualmente são e serão os valores e padrões do nosso clube”, lê-se na página do FC Paços de Ferreira.

Outro dos pontos da ordem de trabalhos foi a apresentação e votação das contas relativas ao exercício fiscal correspondente à época desportiva passada, 2019/2020, aprovadas com 98% dos votos dos cerca de 50 associados presentes. Registou-se um resultado negativo em 1,5 milhões de euros.

Segundo o clube, o saldo negativo deve-se “sobretudo, a uma época difícil, por causa da pandemia de COVID-19, que teve como consequência um largo período sem competições e a ausência de público nos estádios, desde o mês de março”.

 

 

 

 

 

Subscreva a newsletter do Imediato

Assine nossa newsletter por e-mail e obtenha de forma regular a informação atualizada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.