Uma guarda prisional de 32 anos morreu na manhã desta terça-feira, atingida por um disparo do formador, durante uma ação de formação que ocorria na carreira de tiro do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira.
Carla Amorim era de Baião e trabalhava no Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo. Estava em Paços de Ferreira a participar num exercício do plano anual de tiro. Foi baleada acidentalmente no peito.
“Durante a ação de formação, um dos formadores presentes atingiu, inadvertidamente com um projétil no peito, uma guarda do Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo (feminino) que se encontrava a receber formação. O INEM foi imediatamente acionado tendo procedido no local a manobras de reanimação que, infelizmente, não tiveram sucesso, pelo que o óbito da guarda foi declarado no local”, referiu a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRS), em comunicado, acrescentando ainda que “internamente estão igualmente em curso todas as diligências para apurar as causas deste acidente, tendo sido ordenada a abertura de inquérito a cargo do inspetor coordenador do Serviço de Auditoria e Inspeção (Norte) desta Direção Geral e que é magistrado do Ministério Público”.
A GNR de Paços de Ferreira e a Polícia Judiciária foram chamadas ao local.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *