Um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado na tarde deste domingo, num riacho, na freguesia de Cristelo, no concelho de Paredes.
Foi um habitante das proximidades que encontrou o cadáver na Presa do Lobo, um pequeno riacho com cerca de 10 metros de profundidade. O avançado estado de decomposição do corpo, não permitiu identificar o sexo ou a idade da pessoa. A GNR e a Polícia Judiciária foram chamadas ao local, não havendo até ao momento nenhuma indicação de que se tenha tratado de um crime.
Os Bombeiros Voluntários de Paredes estiveram no local e procederam ao transporte do cadáver para o Instituto de Medicina Legal de Penafiel, onde será sujeito a uma autópsia que ajudará a esclarecer as causas da morte.
O corpo encontrado este domingo na Presa do Lobo poderá ser de Deolinda Ferreira, uma mulher com cerca de 70 anos, conhecida por “Páscoa” que se encontra desaparecida há cerca de duas semanas. A mulher, com problemas mentais, era conhecida por pedir esmolas em Paredes – junto aos semáforos em frente aos Bombeiros Voluntários de Paredes, assim como em outros semáforos, nomeadamente em São Martinho do Campo, em Valongo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *