Ficou em prisão preventiva a mulher de 48 anos, de Vila Nova de Gaia, que na tarde do passado dia 2 de fevereiro, terá tentado raptar uma recém-nascida, filha de um casal de Penafiel, no Hospital de São João, no Porto.
A mulher entrou na enfermaria do serviço de Obstetrícia disfarçada de médica, envergando uma bata azul e com um estetoscópio ao pescoço. Iniciou uma conversa com a mãe e a avó da menina. A esta última pediu para pegar na bebé, ao que a mulher acedeu.
Só a presença de outros familiares da menina no quarto, nomeadamente o pai e a tia, é que fez a suspeita abandonar o quarto, com o pretexto de que andava a visitar doentes.
O pai da menina, um homem natural e residente da freguesia de Marecos, no concelho de Penafiel, estranhou o comportamento da mulher, que acabou por deter quando esta tentou abandonar a enfermaria. Alertou os profissionais do serviço e de segurança e a mulher acabou detida.
Após ser interrogada sobre o sucedido, a mulher foi colocada em prisão preventiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *