Uma mulher de 76 anos, proprietária de um café em Felgueiras, foi constituída arguida, depois das autoridades lhe terem apreendido 1200 bombas de Carnaval e petardos, que esta tinha à venda no seu estabelecimento comercial.

A apreensão decorreu na sequência de uma fiscalização a estabelecimentos que estava a ser realizada pela GNR de Freamunde, durante a qual os militares detetaram a venda ilegal ao público destes artigos, num café em Felgueiras, propriedade da mulher.

O material – 1200 “bombinhas” de Carnaval e artefactos pirotécnicos (petardos) -, foram apreendidos e a mulher constituída arguida e sujeita a termo de identidade e residência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *