A Polícia Judiciária (PJ) deteve um marceneiro de 40 anos pela presumível autoria de 58 incêndios florestais ocorridos entre maio e outubro, na localidade de Astromil – Paredes.
“Os fogos terão sido provocados com recurso a isqueiro, com intencionalidade de provocar incêndio florestal, em locais escondidos, para a propagação se desenvolver insidiosamente”, afirmou a PJ em comunicado, acrescentando que as ignições consumiram uma área total com cerca de 10 hectares, desenvolvendo-se os incêndios, em regra, muito próximo de habitações e só não assumindo outras proporções devida à pronta e eficiente intervenção dos Bombeiros.
O alerta foi dado à Polícia Judiciária pelo CDOS do Porto, que referenciou o elevado índice de ignições florestais naquela localidade, que sistematicamente obrigaram ao empenhamento de inúmeros meios humanos e recursos das corporações de Bombeiros.
Na sequência da investigação foi detido, fora de flagrante delito, um marceneiro de 40 anos, que se encontra ainda indiciado em mais cinco investigações pendentes pela prática de crimes de incêndio urbano, em habitações e numa viatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *